Página inicial

Posts recentes

Precursor da poesia satírica

O poeta barroco baiano Gregório de Matos Guerra é precursor e expoente da poesia satírica brasileira. Seus poemas contêm críticas corrosivas aos valores e estamentos sociais do Brasil colonial e recorrem às antíteses para retratar as contradições da Salvador do século XVII. O mercantilismo internacional promovia a criação de mercados consumidores de artigos supérfluos eContinuar lendo “Precursor da poesia satírica”

O classicismo latino na poesia árcade (2)

No texto anterior, observou-se a influência do Classicismo greco-latino e do tópico-chave conceitual carpe diem na poesia árcade, mais especificamente na obra do escritor português Manuel Maria Barbosa du Bocage, considerado o grande poeta arcádico da Língua Portuguesa. No Brasil, despontou um núcleo de criação literária em Vila Rica, Minas Gerais, que reuniu alguns poetas, entre osContinuar lendo “O classicismo latino na poesia árcade (2)”

O classicismo latino na poesia árcade (1)

Anteriormente, tratou-se da influência do Classicismo greco-latino, mais especificamente do tópico-chave conceitual carpe diem, do poeta clássico latino Horácio, no Classicismo renascentista e na poesia barroca de Gregório de Matos. Observou-se que o Barroco do século XVII extrapolou um pouco os valores do Classicismo renascentista e se tornou um estilo caracterizado pelo dinamismo da formaContinuar lendo “O classicismo latino na poesia árcade (1)”

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.