Blog

Reflexões da ordem do discurso

O uso da linguagem, mais do que representação de ideias, é ação. Discurso é o uso da linguagem como instrumento de atuação social em situações específicas de comunicação e com determinadas intenções. Seu sentido também tem relação com os conhecimentos de mundo dos interlocutores, constituídos culturalmente, adquiridos por experiências pessoais e projetados nessa interação. OContinuar lendo “Reflexões da ordem do discurso”

Frame

Nesta época do ano, quando lemos ou ouvimos a palavra “Natal”, memórias, emoções, símbolos e pensamentos múltiplos despertam em nossa mente, não é verdade? Vêm à tona conhecimentos prévios, que construímos durante a vida, relacionados a esse tema. Os modos como nossos conhecimentos prévios são ativados como suportes para a realização de inferências e aContinuar lendo “Frame”

Fala no lançamento de “Textos do Novo Testamento nas crônicas de Machado de Assis” na 35ª Feira do Livro de São Leopoldo

Boa tarde a todas, a todos e a todes! Agradeço muito pela presença! O meu livro, na realidade, é a transposição de uma pesquisa de dissertação de mestrado em Letras, na UFRGS. Eu recebi um convite de uma editora para publicar em um livro. Ele parte de dois elementos que eu achei importantes para desenvolverContinuar lendo “Fala no lançamento de “Textos do Novo Testamento nas crônicas de Machado de Assis” na 35ª Feira do Livro de São Leopoldo”

Narrativa do eu

Se aprecias Literatura, é provável que já tenhas acompanhado um narrador autodiegético, uma personagem que vivencia e narra sua história. A narrativa em primeira pessoa acarreta importantes consequências ao relato, decorrentes do conhecimento restrito do narrador sobre os eventos narrados. O narrador autodiegético apresenta visão parcial e limitada dos fatos, na qual preponderam suas impressõesContinuar lendo “Narrativa do eu”

Vivências literárias

Texto de participação no livro digital do projeto Vivências literárias: os traumas da formação da sociedade brasileira, organizado pela colega professora Maria Emília Lubian, em dezembro de 2021. Este livro digital é resultado de um projeto de trabalho desenvolvido pela professora Maria Emília Lubian e pela graduanda em Letras Anna Paula Petry Pereira com alunasContinuar lendo “Vivências literárias”

O narrador demiúrgico

De acordo com a Filosofia platônica, o termo “demiurgo” designa o criador dos seres humanos. Na mitologia grega, os deuses eram considerados os criadores dos seres humanos, cujos destinos conheciam, interferiam e determinavam. Esse poder de onisciência sobre todos os fatos, ações e pensamentos das personagens caracteriza o narrador heterodiegético demiúrgico, o qual apresenta umaContinuar lendo “O narrador demiúrgico”

Aspectos sobre a interpretação

Recente pesquisa sobre o indicador de analfabetismo funcional no Brasil apontou que 29% da população não conseguem interpretar adequadamente o que leem. Ressalte-se que as dificuldades de quem lê também estão relacionadas às dificuldades de quem escreve. Três importantes aspectos sobre a interpretação ilustram essa questão: a ambiguidade, a pressuposição e o subentendido. A ambiguidadeContinuar lendo “Aspectos sobre a interpretação”

Off Instagram

Hoje, domingo, 11 da manhã. A missa terminou. Na calçada ao lado da igreja, o morador de rua dorme à sombra. Jesus é uma árvore. * Imagem captada pelo autor.

Fala e diversidade

Ferdinand de Saussure, considerado o pai da Linguística, estabeleceu a distinção entre langue (língua) e parole (fala). A língua é um sistema, um conjunto de formas que se combinam segundo regras e em diferentes níveis estruturais. A Fonética observa o nível fonológico e a produção dos sons articulados para a comunicação. Seu objeto de estudoContinuar lendo “Fala e diversidade”

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.


Siga meu blog

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: