Os sem-terra em “O tempo e o vento”

Nas transições entre capítulos de “O Continente”, primeira parte da trilogia “O tempo e o vento”, Érico Veríssimo insere pequenas histórias em prosa poética que escapam do fluxo da narrativa principal. São os chamados intermezzis ou interlúdios.

Segundo o professor Luiz Marobin, “nos interlúdios tudo assume feição lírica. O quadro desvincula-se dos compromissos com a exatidão histórica para, em estilo poético, retratar o mundo gaúcho num plano sentimental, lírico”.

Um desses interlúdios apresenta Mingote, Lulu, José e Chiru, membros da família Caré, a qual representa o povo à margem do desenvolvimento social no Rio Grande do Sul, na segunda metade do século 19. Através dessas personagens, representam-se a estratificação e a desigualdade social, os conflitos entre nativos e imigrantes alemães durante a colonização de regiões da Depressão Central e a participação da população empobrecida em combates bélicos, a serviço dos interesses das elites.

Esse interlúdio encerra-se com a personagem Chiru Caré, pai de uma miserável e numerosa família sem-terra que se assenta em Angico, com autorização do estancieiro Bolívar Cambará. Na eclosão da Guerra do Paraguai, Chiru é convocado para servir como “voluntário da pátria”. Nessa guerra, populações socialmente marginalizadas foram utilizadas em trincheiras e linhas de frente, com promessas futuras de reconhecimento e libertação. A guerra foi incutida em suas mentes como oportunidade de inserção social. Assim como Chiru Caré, tais combatentes desconheciam as razões pelas quais lutavam, foram explorados por falsas promessas e sacrificados pelos interesses das elites latifundiárias escravocratas ligadas ao governo imperial.

O tempo e o vento passam, mas os Caré permanecem.

DAMASCENO, Elenilto Saldanha. O tempo e o vento. Jornal VS, São Leopoldo, p. 10, 11 jul. 2022.

Foto por Kelly em Pexels.com

Publicado por eleniltosaldanhadamasceno

Sou professor de Língua Portuguesa e de Literatura, jornalista e iniciei, em 2020, minhas atividades como escritor em formação e em ação. Sou mestre em Letras/Estudos de Literatura, especialista em Literatura Brasileira, graduado em Letras e em Jornalismo. Tenho 54 anos, nasci e sempre vivi em São Leopoldo/RS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: