EmanciPAI-vos

Nunca a alheia vontade, inda que grata,
Cumpras por própria. Manda no que fazes,
Nem de ti mesmo servo.
Ninguém te dá quem és. Nada te mude.
Teu íntimo destino involuntário
Cumpre alto. Sê teu filho.
(Odes de Ricardo Reis, Fernando Pessoa)

“Sê teu filho”, escreveu o grande poeta há quase noventa anos. Com apenas três simples palavras que compõem a metade de um verso, Pessoa revela que o amor e os sonhos que cultivamos em relação a nossas filhas e a nossos filhos também devem ser alimentados em relação a nós mesmos, aos rumos de nosso próprio destino. “Sê teu filho”, disse o poeta dos heterônimos que fingia ser as tantas pessoas que deveras era. Pessoa desperta o entendimento de que, apesar das influências transmitidas nas relações interpessoais, cabe a cada um de nós consolidar sua autonomia, construir sua própria vida, edificar sua vocação e cumprir sua própria vontade.

“Sê teu filho”, aconselhou, paternalmente, o poeta que não teve filhas ou filhos.

Esse meio verso com inteira verdade também leva o meu coração de filho do Pai que é Filho até Ele, para Lhe pedir que, como pai de minhas duas filhas, no futuro e íntimo destino involuntário de cada uma, os propósitos do Pai para suas vidas façam parte de suas próprias vontades. Leva-me, também, a orar para que apenas o melhor em mim e de mim permaneça como presença constante em suas vidas, como minha melhor herança. Enfim, que retenham o bem que receberam de Deus através de nosso amor entre pai e filhas, um amor que também nos torna irmãos. E como diz o poeta, espero que construam suas próprias vidas com liberdade, fé e confiança, pois ninguém nos dá quem somos. Nós mesmos nos constituímos à medida que aprendemos a ser, a fazer, a conviver e a amar. Pais e mães, filhas e filhos, emancipai-vos!

DAMASCENO, Elenilto Saldanha. EmanciPAI-vos. Jornal VS, São Leopoldo, p. 20, 24 fev. 2020.

* Minhas filhas junto à estátua em homenagem a Fernando Pessoa, na Rua Garret, no Bairro Chiado, em Lisboa, cidade em que o grande poeta nasceu, viveu e faleceu.

Publicado por eleniltosaldanhadamasceno

Sou professor de Língua Portuguesa e de Literatura, jornalista e iniciei, em 2020, minhas atividades como escritor em formação e em ação. Sou mestre em Letras/Estudos de Literatura, especialista em Literatura Brasileira, graduado em Letras e em Jornalismo. Tenho 53 anos, nasci e sempre vivi em São Leopoldo/RS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: