Alice no País das Fake News

Na obra As aventuras de Alice no País das Maravilhas, do escritor inglês Lewis Carroll, há um capítulo intitulado Um chá muito louco, no qual Alice vai à casa da Lebre de Março e a encontra a tomar chá com o Chapeleiro e Arganaz, um rato silvestre. Nessa cena, o tempo está parado, indefinidamente, às seis horas da tarde. Assim, o chá vespertino nunca será concluído. O Chapeleiro propõe charadas sem respostas, e os diálogos, construídos com jogos de palavras, criam situações de impasse e caráter absurdo.

A narrativa literária é um clássico do subgênero non sense (não-sentido), cujo estilo de linguagem desconstrói os consensos de que tudo que pareça lógico seja verdadeiro e de que sempre se estabelece uma verdade para os fatos. Nesse tipo de narrativa, despontam situações de impasse que, às vezes, não levam a nada. O non sense rompe a lógica racional e instaura outra lógica, crítica aos sentidos preestabelecidos. Nega o sentido afirmado, através do paradoxo e da ambiguidade, e realça a contradição, o estranhamento e a ausência de respostas e sínteses absolutas.

Ao transportar esses conceitos para os dias atuais, infestados de desinformação, de narrativas e ideias sem sentido e até estapafúrdias, é bem lógico relacionar o non sense e essa profusão de fake news. Contudo, é necessário ressaltar que o non sense suscita questões perturbadoras a partir de proposições antilógicas criadas pela experimentação inteligente das potencialidades da linguagem, ao passo que a ilogicidade das fake news desperta, muitas vezes, a dúvida de que, de fato, a inteligência seja inerente a toda a espécie humana. Quiçá este nosso tempo atormentado por fake news não permaneça paralisado como o tempo do chá maluco.

DAMASCENO, Elenilto Saldanha. Alice no País das Fake News. Jornal VS, São Leopoldo, p. 10, 24 maio 2022.

Foto por Joshua Miranda em Pexels.com

Publicado por eleniltosaldanhadamasceno

Sou professor de Língua Portuguesa e de Literatura, jornalista e iniciei, em 2020, minhas atividades como escritor em formação e em ação. Sou mestre em Letras/Estudos de Literatura, especialista em Literatura Brasileira, graduado em Letras e em Jornalismo. Tenho 54 anos, nasci e sempre vivi em São Leopoldo/RS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: